Resenha: Querubins A sentença da espada - Martha Ricas


Livro: Querubins – A sentença da espada
Autora: Martha Ricas
Editora: Novo Século
Ano: 2015
Páginas: 239

Sinopse: Querubins, a sentença da espada é um relato em duas vozes: a da querubim Chaya, enviada a uma vila celta pré-cristã e que não vê no homem um ser especial, mas com um espírito guerreiro que não a deixa fugir de uma batalha, e a de Mary Grace, uma donzela da Inglaterra vitoriana atormentada por visões que não consegue desvendar.Ambas as tramas se desenlaçam por caminhos intrépidos e podem estar mais ligadas do que imaginam. Garota e querubim podem e precisam mudar o mundo em épocas diferentes. Seguindo os mesmos passos por cenários deslumbrantes e segredos cada vez mais profundos, elas o farão querer embarcar nas intrigas palacianas e nas batalhas angelicais.Recheada de paixão, mistério, ação e intrigas políticas, a trama é tão perturbadora quanto fascinante.

Resenha

A briga entre o céu e o inferno sempre foi constante, anjos e demônios sempre lutaram pelas almas dos humanos, isso porque Deus deixou-nos o livre-arbítrio. 

Querubins - A sentença da espada é o primeiro livro da série que já está com o segundo livro lançado e o terceiro lança em agosto. Porém eles são independes um do outro. 

A história se passa em dois momentos, que se relacionam, passado e presente, contada em primeira pessoa por Chaya e Mary Grace.

"- Só intervimos ondem permitem que isso aconteça, não somos como os demônios que invadem e tomam o que desejam."

Chaya é uma Querubim, que foi enviada ao vilarejo de Kernev para ajudar o povoado na luta contra o mal. Ela precisa treiná-los antes da invasão do inimigo. Mas primeiro ela precisa convencê-los a ficar ao lado dela e lutar contra quem eles sempre acreditaram ser a Mãe protetora, mas que na verdade era um demônio. 

"E ali se iniciou o que seria uma longa jornada de sangue, lágrimas, espadas e descobrimentos."

Chaya precisa se passar por humana, para que eles não desconfiem de sua missão. A realidade é que aquele povo já estava iludido pelo mal, e achava que se sacrificar e sacrificar seus familiares em ceitas, era certo. A missão de Chaya era abrir os olhos deles para a realidade, salvar Kernev e deixar uma geração para os Atalaias, pois eles são os únicos humanos que podem ajudar a combater o mal na terra.

Deus sempre amou a todos, independente de suas escolhas, porém estas podem levar as almas para o céu ou para o inferno.

Mary Grace é uma Atalaia, mas a princípio ela não sabe disso. Para ela poder ver os demônios perto das pessoas é um castigo, que carrega desde os quatro anos, devido a isso, ela sempre se isolou, achando que as pessoas não a entenderiam e a achariam louca. Sempre foi introspectiva, sem vontade de viver, só queria acabar com aquelas visões. Além de suas visões, sempre tinha um demônio em sua cabeça a atormentando.


"- As "coisas" fazem apenas o que lhes é permitido fazer por aqueles em que sussurram aos ouvidos. Ai é que reside o triunfo deles, a sugestão e todas as ideias vêm prontas por suas bocas, mas são as mãos humanas que põem em prática os desígnios do mal." 

Mas a vida de Mary começou a mudar quando conheceu Anton Haven, um homem lindo e talentoso, além disso, ele entendia o que ela passava, somente com ele, ela conseguiu se abrir, mas o que ela também não sabia é que ele era de uma família de geração celta, a mesma que Chaya precisou combater. E Mary também precisará


Mary e Anton, precisarão conhecer seus passados para conseguirem mudar o presente, são escolhas que somente eles podem tomar, porém as consequências são dolorosas. Mary terá que descobrir de que lado Anton está e aprender a lutar contra o mal.

"Todos que carregam o sangue real e os olhos do atalaia devem zelar para que o mal não atinja o coração dos homens e cegue sua visão. Devem usar com sabedoria seus dons e atrair os desamparados para a luz e redenção."

O livro é muito bom, fiquei impressionada com a criatividade da autora de lidar tão bem com um assunto tão polêmico, a forma dela de falar de Deus, mostrando o lado bom e o ruim, às vezes até citando a bíblia. Me encantou demais! Adoro livros que tem anjo, mas esse é muito diferente do que já li, parece algo real, é como se tivéssemos o dom de Mary, poderíamos ver as mesmas cenas que ela aqui na terra.

Confesso que estou ansiosíssima para ler o segundo livro: Querubins - A balança do coração 

"Não cabe a nós questionar, fazemos o que tem de ser feito. Não importa se é bonito ou horripilante. Use suas escolhas e encargos com sabedoria, o abismo está um passo ao lado, sempre aprendemos."


Contatos da autora:
Facebook Instagram / Site / Youtube / Twitter: Martha Ricas Wrt /Snap: Martha_Ricas

Beijos Nane

Você pode gostar de

9 comentários

  1. Resenha maravilhosa! Obrigada pelo carinho com Chaya e Mary. <3

    ResponderExcluir
  2. Nossa que resenha incrível, admito que to meio sla para livros que retratam coisas desse gênero, mas esse me deu muita vontade e não conhecia ele nem a autora.

    Beijos,
    Garota Perdida nos Livros

    ResponderExcluir
  3. Acho muito legal as imagens que essa história é capaz de invocar. Mesmo lendo só a sua sinopse, já dá pra imaginar muita coisa.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  4. Oie! Tudo bem?

    Não conhecia a obra e muito menos o autor(a), mas infelizmente não faz o meu estilo de leitura, amo uma boa fantasia, mas sem demonios no meio, corro desse tipo de história, mas fico feliz que tenha gostado da leitura!

    Bjss

    ResponderExcluir
  5. Oiii, esse não é o estilo de livro que costumo ler, mas achei essa história intrigante e fiquei curiosa... Sua resenha está excelente e só me fez querer mais ainda conhecê-la!!!

    ResponderExcluir
  6. Nossa, adorei a resenha! Estava procurando justamente esse tipo de livro acredita? Obrigada pela dica! ♥

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi Nane.

    Adorei sua resenha, porque eu não conhecia esse livro. Vou anotada a dica e adicionar na minha lista de desejados principalmente por ter assunto polêmico. Eu fico bastante curiosa quando tenho essa informação.

    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem? Pela sua resenha me pareceu ao mesmo tempo uma fantasia, mas com toques religiosos, já que essa maneira da autora de falar de Deus é linda. Confesso que gosto de livros assim, mas por ser série terei que esperar a resenha do segundo. Terá por aqui? Ótimas palavras!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Sou apaixonada por livros que apresentem tal premissa dessa constante briga entre céu e inferno, bem e mal.
    Já faz um bom tempo que quero fazer a leitura da obra e desconhecia o fato de que mesmo os livros fazendo parte da trilogia, suas leituras podem ser realizadas de maneira independente.
    Estou bem curiosa quanto as escolhas de Mary e Anton.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir

Deixe uma mensagem nos contando o que achou. Obrigada

Siga no Instagram