Mostrando postagens com marcador amigovirtual. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador amigovirtual. Mostrar todas as postagens

7 de março de 2017

Amigo virtual


Nada melhor que ler um bom livro e ter para quem indicar, não é? melhor ainda sentar com esse amigo para tomar um lanche e um capuccino, e ficar por horas debatendo sobre aquele livro.

Mas e quando os amigos são virtuais? Eu tenho muito e vocês?

Não da para sentar e tomar um capuccino (eu amo, você já percebeu né rs), mas os dedos no teclado e o áudio no whatsapp bombam, assim que terminamos de ler aquele livro maravilhoso e precisamos contar para alguém, não é mesmo rs. 

Pelo fato de ler tanto e ter o blog, tenho um grupo muito grande de amigos virtuais, ainda mais depois que criaram as redes sócias. E é por isso que criei esse espaço aqui no blog, para te apresentar esses meus amigos. 

Aqui eu vou postar uma resenha de um livro que meu amigo leu e gostou muito, e que quer compartilhar com você, ou até mesmo um texto próprio, um conto, quem sabe? afinal meus amigos, são leitores, blogueiros e escritores.

"Amigo virtual é aquele que te faz carinho sem tocar tua pele, porque consegue tocar teu coração" Luciana Andrade

Agora ele será seu amigo também, visitem e sigam seu blog, sua página, comente em sua resenha, ele vai ficar muito feliz, assim como eu.

Fiquem ligados, pode ser que role até sorteios, que tal?

Beijos Nane

11 de janeiro de 2017

Amigo Virtual: Tabatha Cuziol

" o ano pode ser o inferno, mas se você for fogo, não vai se queimar"  foto e frase Tabatha Cuziol


Oiii, faz tempo que não trago um amigo virtual pra você né? Então hoje você vai adorar conhecer minha amiga virtual Tabatha Cuziol. A Tab tem um canal no youtube, o Floretizas é simplesmente lindo. Ela posta inúmeros videos sobre livros e muitas dicas, fala também de muitos autores nacionais.

Foto Tabatha Cuziol
Conheci a Tab no grupo de parceiros da Kate Willians e depois disso passei a acompanhar o seu trabalho, eu gosto demais de como ela faz tudo com muito carinho, suas fotos são lindas, seus videos maravilhosos, suas postagens no Blog Floretizas também são incríveis (sim, além do canal ela tem um blog). 

A Tabatha também escreve, no seu Instagram encontramos algumas frases, e ela também acabou de ter um conto seu publicado no livro 31 contos assombrados pela Editora Roxinol. "Obrigado por brincar" é o nome do conto.

Sinopse: "Excelente sugestão para quem gosta de histórias de terror e sobrenatural. 31 Contos Assombrados te faz encarar o lado mais obscuro que existe na humanidade, o mais sombrio do mundo sobrenatural e o mais inconsciente de nossa própria consciência. Fez-me refletir sobre a linha tênue que existe entre a loucura e a sanidade, o real e o imaginário."  - Luh Celestty autora de "Sombras do Passado"

Trouxe também um pouco de seus escritos de quando ela tinha o Tumblr, para você conhecer um pouquinho mais de sua escrita apaixonante: 

“A vida me prega peças. Se esconde e deixa eu pensar que está tudo bem e do nada aparece e grita “Ha te enganei” e eu percebo que está tudo errado novamente. Uma coisa que eu aprendi é que a vida nunca vai ser calma e tranquila, ela sempre vai colocar obstáculos no nosso caminho, porque a vida é má, e quer nos derrubar. Mas posso contar um segredo?A vida nunca coloca obstáculos que não consigamos vencer. É outra pegadinha… Parece impossível passar, mas o caminho pra continuar é pequenininho e escondido, mas está ali, é só continuar procurando.” Floretiza

Foto Tabatha Cuziol
“Eu me agarrava à cauda daquele tempo,
meus olhos brilhavam como estrelas errantes.
Com a cabeça nas nuvens, sonhava.
Você me trouxe de volta à realidade,
retirou meus olhos do céu.” Floretiza

“As pessoas sempre se vão, pode ser por alguns dias, alguns meses, talvez anos, ou até mesmo para sempre. Cabe a nós esquecer. Mas ninguém nunca me ensinou a esquecer, as pessoas nos ensinam a nos apegar, nos fazem precisar das pessoas, e quando essas pessoas vão embora, ficamos sem chão. Ninguém, NINGUÉM, ensina como é difícil e doloroso perder alguém. E no final, todos dizem que sabem como é, mas não, ninguém sabe a dor que eu sinto agora que você foi embora, só quem já passou por isso, vai conseguir entender um pouco do meu sofrimento, mesmo depois de tentar de tudo por você, se era pra ser assim, é melhor deixar você ir, e aprender a lidar com essa dor.” Floretiza




E ai gostou da Tabatha? acho que sim, impossível não gostar dela. Então aproveita e da uma passadinhas no seu canal, blog, instagram e facebook, e siga tudo, você não vai se arrepender. (clique no nome e será direcionado direto ao link)


Beijos Nane

28 de outubro de 2016

Amigo virtual: Autora Vanessa Batista - Conto Amizade eterna

Autora Vanessa Batista - Conto Amizade eterna
Eu e a Vanessa no 7º Salão do livro de Presidente Prudente/SP - Outubro/2016
Algumas mulheres tem enfrentado dias difíceis, em suas lutas diárias para sobreviver ao câncer de mama. Por isso todos os anos em outubro, é um mês especial, mês de combate. Mês em que todos se unem para conscientizar cada vez mais todas as mulheres, para que fiquem atentas aos sintomas.

Após ler o conto Amizade eterna, da minha querida amiga virtual, que não é mais virtual, Vanessa, achei que valia a pena publicá-lo. Talvez tenha sido coincidência, ou não, eu ler um conto tão lindo que trata desse assunto exatamente nesse mês. Então espero que goste como eu gostei.

Minha amizade com a Vanessa começou virtualmente, a procurei no Facebook, quando vi que ela morava em uma cidade próxima a minha e tinha um livro com a capa tão linda publicado. Achei que seria legal para ela estar aqui na minha cidade no Salão do livro, que acontece todos os anos em outubro, para divulgá-lo. E deu super certo de ela vir e pudemos nos conhecer pessoalmente. 

O melhor é que poderemos nos ver pelo menos uma vez ao mês, a partir de agora, porque ela estará todos os meses aqui em Presidente Prudente/SP, no terceiro sábado, para se apresentar em um Sarau.

É isso, deixo agora o conto, para que você possa se deliciar, identificar, emocionar e amar, como eu amei essa história de superação, amizade e esperança.


Autora Vanessa Batista - Conto Amizade eterna

Conto Amizade eterna - Vanessa Batista

A amizade é uma coisa incrível, uni raças, crenças, diferenças, almas e corações. Uni irmãos, pais e filhos, marido e mulher, amigos inseparáveis, amigos confidentes, amigos de balada e amigos para toda a vida.

Foi uma amizade mais forte que união de sangue que nos conectou, eu e minha melhor amiga Giseli. Desde o primeiro dia, era como se almas antigas se reencontrassem, almas irmãs que nasceram em famílias diferentes, mas predestinadas a se encontrarem nesta vida, para ajudar uma a outra nas batalhas e adversidades que a vida nos impõe.

Quando a conheci foi incrível a facilidade com que nos tornamos amigas, aquele tipo de amiga que sabe até o mais guardado dos segredos que trazemos na alma, aquele tipo de amizade que confiamos cegamente, aquele tipo que sabemos que mesmo distantes nunca vamos estar sozinhos.

Compartilhávamos muitas coisas, contávamos segredos, sonhos e projetos uma para a outra. Chega ser até engraçado como encontramos pessoas assim nas nossas vidas, elas são raras, mas sei que todos nós temos pelo menos um amigo desse guardado dentro dos nossos corações.

Já fazia alguns anos que nos conhecíamos quando ela me contou muito preocupada e praticamente chorando sua mais nova e perturbadora descoberta, a causa de seu sofrimento por muitos anos que viriam.

Gi, na flor da idade, com tantos planos pela frente, tinha acabado de descobrir que estava com câncer de mama e já em estado avançado. Era como se todos os planos fossem por água abaixo. O Sonho de se casar e construir uma família, ter filhos e ser feliz, ficava mais longe a cada dia.

As pessoas a sua volta sofreriam com ela, se sensibilizariam com seu estado, mas ninguém realmente saberia o que ela estava passando, só quem já passou por essa doença terrível sabe o que se sente na alma, como se desespera com a realidade batendo a sua porta, como a desesperança fica ali machucando todos os dias um pouquinho, abrindo aquela ferida na alma que talvez nunca venha a cicatrizar.

O tratamento começou, ela retirou o nódulo do seio, fez quimioterapia, perdeu todos os cabelos do corpo, mas continuava linda. Gi era e ainda continua sendo linda, por dentro e por fora, incrível que mesmo com a doença sua beleza continuava radiante.

Após algum tempo, outro nódulo se formou no mesmo lugar, ainda maior que aquele anterior, ela teve que retirar toda a mama. Foi tão difícil, lembro como ela ficou arrasada, se sentindo mutilada.

Apesar de nossas vidas corridas, nós duas sempre nos falávamos, nos víamos, mesmo eu com bebê pequeno, com casa, filho e marido para cuidar, sempre arrumava um tempo para passar com minha amiga, ainda conseguia fazê-la rir das minhas trapalhadas, das minhas bobeiras.

Gostaria de dizer que ela ficou boa, que se casou e foi feliz para sempre, mas as coisas não acontecessem como gostaríamos, não foi bem assim que aconteceu...

Logo depois ela descobriu outro nódulo agora em baixo da prótese, mais uma vez, ela passaria por tudo de novo, a cirurgia, as quimioterapias, as radioterapias, e todas as consequências desse tratamento tão importante e necessário, mas ao mesmo tempo tão devastador.

Infelizmente o tipo de câncer dela era muito agressivo, ela teria que tomar por um ano injeções a cada 20 dias para deter o crescimento do câncer e não espalhar para outras partes do corpo. É um tratamento muito caro, mas graças a Deus conseguiu ajuda da prefeitura da cidade que custeou tudo, e ela ficou boa, praticamente curada.

Os médicos diziam que ela provavelmente nunca teria filhos, apesar disso ela voltava a viver, teve alguns relacionamentos, nada muito sério, continuava indo regularmente fazer checapes para ter certeza que estava bem.

Lembro perfeitamente o dia que ela me ligou em pânico, avisando que achava que o câncer tinha voltado, me contou que estava se sentindo estranha, com os seios inchados, passando um pouco mal, a barriga maior, cheguei a brincar com ela que os sintomas era de gravidez, ela riu, falou como seria maravilhoso se esse fosse o caso.

Maravilhosamente espantada fiquei quando me ligou contando em prantos de alegria que não estava mais doente e que estava grávida, sua benção foi tão maravilhosa, que ela teve gêmeos, um menino e uma menina.

Hoje ela está curada, linda como sempre, feliz com seus filhos e continuamos amigas para toda a vida, ela pode contar comigo e eu com ela para sempre. Não temos mais o contato de antes, mas nos falamos constantemente, quando podemos nos vemos e colocamos a conversa em dia, mas posso garantir, somos amigas eternamente.

Nossa amizade é eterna, acho que por várias e várias encarnações estaremos juntas, unidas, uma ajudando a outra, porque a vida é assim, sempre cheia de obstáculos, de surpresas nem sempre boas, mas quando temos ao nosso lado pessoas que nos ajudam, nos acolhem e nos ouvem, o fardo fica mais leve e podemos olhar os problemas com outra perspectiva, com outros olhos.

Desejo a todos uma amizade assim, para toda a vida, para todos os momentos, para sempre.

Gostou do conto? Então vai gostar mais ainda agora, por saber que ele é real, essa história que foi contada aqui exite de verdade. Por isso faço um pedido, compartilhe essa postagem nas suas redes sociais com a #outubrorosa. Você poderá nos ajudar a emocionar mais pessoas e a levar esperança a muitas mulheres que estão passando por esse momento tão difícil.

Outra curiosidade sobre o conto "Amizade eterna" é que ele estará na Antologia "Para sempre amigos" que será lançado em breve pela Editora Em foco. Falo sobre esse lançamento aqui. Aproveite e adicione a Vanessa Batista em suas redes sociais e conheça mais sobre seu livro O feitiço da lua aqui.

Deixe um comentário contando o que achou desta postagem, e se você tiver alguma experiência conte-a. Vamos levar mais esperança pelo mundo!

Beijos Nane

21 de outubro de 2016

Amigo virtual: Autor Divino B'Atista - Crônica Desculpa


Divino B'atista, já tem vários livros publicados, é um autor muito querido que tive o prazer de conhecer e ter como parceiro aqui do blog.

Já tive o a oportunidade de ler e resenhar seu livro, No último volume, resenha aqui, eu amei a história da Mari.

Ele escreveu essa crônica linda que fala sobre se desculpar, arrependimento e amor, para eu publicar aqui pra você, espero que goste. Eu amei!!!


DESCULPA!!!! - Divino B'Atista

Desculpa por dizer coisas que eu não deveria.
Desculpa por amar quem eu não devia.
Desculpa por parecer tão dramático como agora.
Desculpa por me doar como nunca jamais me doei a alguém.
Desculpa por te desenhar só para ter certeza de que você realmente era real.
Desculpa por ser chato como estou sendo agora.
Desculpa por escrever textões sabendo que você "odeia".
Desculpa por te fazer acreditar que rolaria alguma coisa... sendo que, o que eu realmente queria era te "roubar" desse mundo só por alguns minutos.
Desculpa por querer te abraçar e não soltar-lhe nunca mais.
Desculpa por você ter sido o meu único pensamento "até agora".
Desculpa por te deixar acreditar que, era só um jogo de conquista.
Desculpa por lhe entregar o meu coração (mesmo que já estivesse em pedaços, mas, agora... Imagina!).
E principalmente, me desculpa por me afastar de você.
Isso está me fazendo muito mal. E eu havia prometido para mim mesmo que jamais sofreria por situações como esta!

DESCULPA!

Gostou do texto do autor? então aproveita e clique aqui para conhecer seus livros. Aproveite também para curtir suas redes sociais:

4 de outubro de 2016

Amigo Virtual: José Davi - Contos Partida e Café


Conheci o José em um grupo de livros que tenho no watsapp. O José sempre manda textos lindos dele no grupo, por isso, quis postar aqui no blog, para você poder conhecer seus escritos.

Partida - José Davi

Talvez seja por eu ter tentado demais, aturado demais, ligado demais que mesmo depois de dizer adeus, a maioria dos meus amigos não acreditam que vou  seguir em frente, acham que irei voltar pra ti, quando peço justificativas nenhum deles tem. Mas o que ocorreu foi só a gota necessária para a represa transbordar e inundar todas as motivações que eu tinha pra estar contigo; vivemos bons momentos, mas esses últimos foram os piores, a sintonia estava inexistente, sem palavras, sem abraços, sem beijos, sem carinhos, era como se nosso amor tivesse adquirido Alzheimer e só lembrasse dos nossos momentos raramente durantes os dias.
Então desisti, soltei a corda, olhei para trás e vi que não existia ponte de volta, ligação nenhuma com o outro, larguei o fardo que carregava e segui em frente lentamente ...

Café - José Davi

Eu me via apaixonado por ti pelo seus poemas e citações, você  lendo pra mim, me encantava ouvir tua voz, também te devolvia com a mesma moeda, textos meus para ti e citações que lembrava a gente... As manchas de café diante da mesa denunciava o nosso vício, o nosso segredo comum, nos vimos apaixonados, perdidos dentro de nós... 
Deixei aquele local com gosto da nossa conversa. E conversa tem gosto ? 
A nossa tinha, gosto de quero mais, uma vontade enorme de permanecer a conversar pela a eternidade, risos, os nossos risos se entregavam dentre nossas conversas... 
Difícil seria levar adiante aquilo tudo, um querendo o outro... Mas sem permissões de querer, ninguém falava sobre o querer... Mas no fundo os dois sabiam que havia aquele desejo mútuo de vontade de se entregar e se agarrar. Cheguei em casa rodando tudo aquilo na minha cabeça.
Mas agora estava longe, distante não tinha como se comunicar, as ocasiões nos afastava, não havia como se entregar. E depois de muito tempo o que nos restou foi uma velha e sincera amizade deixando guardada no baú de lembranças aquela vontade de entrega, aquele desejo perdido... 
Sendo assim os dois se entregaram a outros apaixonados, agora partilhava um com o outro o conto de amor de cada um.

Se você gostou tanto quanto eu dos contos, aproveite e siga as redes sociais do José

Facebook: José Davy
Instagram: @jdavyb

Beijos Nane

20 de setembro de 2016

Amigo Virtual: Autora Kathryn Barbosa - Poesia


Biografia:  Kathryn Barbosa tem 19 anos, vive na cidade de Ouro Branco, Graduanda em Letras, é apaixonada pelo universo literário e ama se expressar pela possibilidade que a poesia a fornece.

Conheci a Katthryn em um grupo de parceiros da autora Kate Willians, e conversando descobri que ela está prestes a lançar seu primeiro livro de poesia "Vida até ser poesia" pela Editora Flame.

Vida até ser poesia 

Sinopse: 
Quer saber?
Já prometi sem poder cumprir
Já amei sem admitir
Já gostei e desgostei
Já sofri sem te contar
Jamais desistir de você
Mexendo nessas peças
Nem sempre honestas
Só por você.


A autora também tem publicado no Wattpad o livro (In) verdades poéticas, que você pode ler aqui



Sinopse: As vezes a vida é vista por palavras, suspiros do coração, as vezes sou eu dando indiretas pra você, sim você. Que me conheces se escutar meus versos, que me socorres se aprender meus códigos, que me liberta se aprender meus gostos.





Abaixo uma poesia linda que ela fez para que você pudesse conhecer melhor seu trabalho.

"Sobre 
Aquele
Momento 
Lembra?
Diz que lembra 
Lembra aquela vez que você me acompanhou no ponto de ônibus?
Estava calado, ai quis saber o que ia rolar, não sei o que me deu, fui logo falar, no fim você viu, não sou aquela estranha e deslocada. 
Queria ser mulher também 
Não sou a deslocada...
Queria ser linda 
Não sou a deslocada... 
Queria ir pra faculdade 
Não sou a deslocada...
Tenho sonhos de princesa 
Não sou a deslocada...
Nem a estranha
Não sou Maria macho 
Sou mulher 
Sou crua?
Tanto faz
Sou mulher

Gostou da poesia? eu também. então adicione a autora no Facebook Kathryn Barbosa. Em breve mais informações sobre o lançamento  do seu livro.

Beijos Nane

15 de setembro de 2016

Amigo Virtual: Autora Gislaine Oliveira - Conto Eu me perdoo


Conheci a Gislaine no facebook, quando ela estava fazendo o lançamento do seu livro Se eu fosse a Cinderela, e eu já quis logo ler, já que amo todas as adaptações de contos de fadas.

Fizemos parceria para o blog e fiquei muito feliz. a Gi é super fofa e carinhosa com a gente. Além de autora ela também tem um o Profissão escritor, que é super bacana.

A Gi topou participar do Amigo virtual e mandou o conto abaixo para você conhecer mais o trabalho dela, ele é lindo. Eu amei, fala de se perdoar, o que as vezes é mais difícil do que perdoar o próximo. 


Eu me perdoo - Gislaine Oliveira

A gente precisa se perdoar... 

"Perdoar é uma coisa tão difícil não é? Mas descobri recentemente que perdoar o outro, é relativamente fácil. Difícil é perdoar a si mesmo. Perdoar o ex, a amiga, os pais pode ser complicado. Afinal, nós os amamos (ou amávamos) e não imaginávamos que eles poderiam nos magoar. Mas com o passar do tempo, a gente descobre que é assim mesmo. Que as coisas vem e vão, pessoas passam, pessoas ficam, pessoas somem. Claro, às vezes esse tempo demora muito. Mas ele chega. Agora difícil mesmo é perdoar nossos próprios erros. É perdoar os nossos defeitos, aceitar as nossas falhas. É difícil se perdoar quando você percebe que afastou o outro. Quando percebe que poderia ter feito mais, mas não fez. Difícil é se perdoar quando você deveria ter se doado mais, mas não doou. Quando descobre que não lutou com todas as armas que tinha. Por muito tempo, eu carreguei essa enorme culpa. Por muito tempo, pensei que jamais poderia ser feliz. Como eu ousava ser feliz com outro, se te fiz infeliz por tanto tempo? Como eu poderia doar para outro, o que eu não doei para você? Como eu poderia ser tão egoísta? Mas enfim eu entendi. E me perdoei. Eu cometi muitos erros. Muitos! Mas era o melhor que eu poderia fazer. E eu tentei dar mais. Tentei corrigir as falhas. Lutei para me redimir. Mas eu não precisava me desculpar com você. Você já tinha me perdoado. Assim como eu também te perdoei. " 

E você, já se perdoou?

Espero que tenha gostado tanto quanto eu, se quiser conhecer mais a Gi adicione nas redes sociais e siga se blog.

Facebook Gislaine Oliveira
Facebook Profissão Escritor
Instagram Profissão Escritor
Blog Profissão escritor
Resenha Se eu fosse a Cinderela
Conheça seus livros aqui

Beijos Nane

8 de setembro de 2016

Amigo Virtual: Autor Igor Monteiro - Conto Agradecimento


Meu amigo virtual de hoje é o autor e blogueiro Igor Monteiro. Igor escreveu o livro Laços de casamento e tem o blog As faces do guerreiro da paz.

Conheci o Igor no grupo do watsapp dos parceiros e amigos da autora Kate Willians, e desde quando entrei no grupo ele me acolheu e me tratou muito bem.

Foi uma grata amizade, Igor consegue ver o interior das pessoas, ele enxerga nosso melhor, e demonstra sempre seu carinho, é atencioso, e um grande amigo para conversar sobre qualquer coisa.

Como ele é autor, pedi para que escrevesse um conto para poder mostrar um pouquinho do trabalho dele. Eu amei o conto e espero que você goste também.

Agradecimento - Igor Monteiro
22/07/2015

Numa quinta-feira de tempo nublado, resolvi ir a pé para o trabalho, pois estava estressado com os problemas da semana para dirigir. Não era muito longe o caminho de casa até o escritório. Mas, depois de percorrer algumas ruas, parei em uma típica praça e me sentei num banco. 
Lá, pensei nos problemas de casa – família, dinheiro, contas..., porém eles terminaram quando vi algo: um homem idoso, barba por fazer, camisa surrada, calça empoeirada e de botinas, para repentinamente de caminhar e colocando dois sacos pesados no chão faz o sinal da cruz. Em seguida, olha para o nada e começa a sussurrar algo inaudivelmente. Tento acompanhar seu olhar, imaginando que alguma igreja se encontrava ali, pois os católicos seguiam esta liturgia. Mas não vejo nenhuma. Depois, ele pega as sacolas do chão e sai como se nada tivesse acontecido.
De início, aquele senhor completamente maluco. Entretanto, durante a semana, aquilo fica na minha mente o tempo inteiro. Por isso, resolvo voltar à mesma praça, torcendo para que aquele atípico senhor esteja lá. Não demora muito e ele aparece. Espero-o fazer o que havia me deixado intrigado. 
Após fazer o seu estranho ritual, me aproximo e o cumprimento:
- Boa tarde.
- Taaaaarde!
- Posso lhe perguntar uma coisa?
- Craro.
- Por que o senhor, do nada, para de caminhar e faz o sinal da cruz? Pelo que vejo, aqui não tem nenhuma igreja.
- Sim. Aqui num tem igreja memo. Mai como sei que DEUS tá em todo lugar. Agradeço por tudo.
- Como assim?
- Memo eu num teno dinhero, nem minha véia do meu lado e uma casona grande, Deus ainda me deu vida e isto é bom demais da conta – um sorriso de satisfação aparece no rosto do homem.
Cumprimento o homem e depois de vê-lo ir embora, não reclamo mais de nada. Todos os dias, ao acordar, agradeço a DEUS por tudo que ELE me deu.

Gostou do conto? eu amei. Aproveite e siga o blog do guinho As faces do guerreiro, adicione o Igor Monteiro no facebook e seu livro Laços de casamento no Skoob

Conheça também sua biografia e seu livro publicado Aqui

Beijos Nane

2 de setembro de 2016

Amigo Virtual: Lucila Guedes - Crônica A lista


Minha amiga virtual de hoje é a querida Lucila Guedes autora do livro Alice no país do amor, e foi através dele que tiver a grata oportunidade de conhece-la

Fiquei muito feliz quando a Lu aceitou fazer parceria com o blog, pois já estava querendo conhecer seu livro, e foi um prazer poder lê-lo e divulgá-lo.

O livro é muito lindo e a forma de escrever da Lu me encanta, espero que ela escreva outro livro em breve.

E claro que poder conhece-la melhor e ter ela como amiga virtual é muito bom. Ela é de Curitiba, lugar que tenho muita vontade de conhecer, quem sabe um dia, rs.

Pedi para ela um texto para que você pudesse conhecer um pouco mais de sua escrita, e a Lu mandou essa crônica linda, fiquei apaixonada. 


A lista - Lucila Guedes

Perto dos 16 anos, eu já tinha a lista de predicados de como devia ser o garoto perfeito. Ele devia ser ligeiramente tímido, mas ter uma ousadia inesperada; escrever muito bem, mas não fugir da matemática e da física; divagar, olhando para o céu estrelado, imaginando como seriam outros seres do universo, sem que isso se transformasse em fuga do nosso mundinho troncho; ser bonito – mas não muito – e usar óculos.

Eu sei, eu sei... a lista era um “pouquinho” utópica, mas eu só tinha 15 aninhos, tá? No começo, nem me passou pela cabeça quão difícil seria juntar tudo aquilo num só carinha. Depois, fui caindo na real e comecei a revogar requisitos, certa de que havia exagerado. Cortei o lance das estrelas, depois o da matemática...

Um dia, numa festa, um loiro que pareceu ter saído de um conto dos irmãos Grimm me tirou para dançar. Ele era bonito demais, o que não atendia a um dos itens, mas eu podia abrir mão dessa parte (na boa!). Alto, encorpado, estampando olhos de um azul manso e um sorriso de derreter qualquer menina, ele me fez pensar: "tá bom, cadê a pegadinha?".

Eu não demoraria para descobrir. Dançamos duas músicas e no intervalo ele falou: "tá esfriando, né? Me espera aqui, que eu vou buscar uma brusa no carro”. Foi como levar uma bofetada, mergulhar o rosto numa tina de água gelada. "Será que eu ouvi direito? Ele disse brusa?". A lista então, já mutilada, lutou pelos elementos remanescentes como se fosse viva. Tudo podia ser riscado, mas falar e escrever bem não! Eu amava a palavra escrita, a frase bem construída. Para mim, palavras eram tijolos luminosos a formar castelos, cidades, mundos... matéria-prima para as mais esplendorosas esculturas. Depois, se ele cometia um erro tão grosseiro na hora de falar com a garota “em mira”, imagine no resto do tempo! Gelei só de imaginar. Resumindo: passei o resto da noite me escondendo do deus nórdico.

Hoje, tantos anos depois, atribuo meu comportamento à imaturidade e à precipitação. E se ele tivesse a língua presa? E se fosse uma espécie de Cebolinha às avessas? E daí se fosse um erro? Ele podia ser sensacional.

Ainda que reconheça que fora boba e radical, o fato é que não daria para fugir desse meu lado e que aquele sujeito jamais seria “o cara”. Minha lista truncada podia até se resumir num mandamento apenas, só que inderrogável: falar e escrever bem, ponto.

O caso é o seguinte: toda mulher é meio bruxa. Portanto, colega, cuidado com o que você deseja, viu? Meu marido é funcionário público e está longe de ser perfeito: é estressado, tem alguns dentes tortos e jamais foi tímido. Sua expansividade às vezes me incomoda. Mas quando resolve expor suas ideias, fico horas ouvindo, embevecida... E quando decide escrever, arrebenta... meu coração parece que vai explodir de emoção! Ah, eu mencionei que ele usa óculos?

Gostou da crônica? eu amei, e a Lu publica vários textos lindos no face, curta a página e acompanhe seu trabalho Facebook Alice no país do amor

Conheça seu livro Resenha Alice no país do amor
Beijos Nane

26 de agosto de 2016

Amigo Virtual: Manoela Barbosa - Resenha Mentirosos


Minha amiga virtual de hoje é a Manoela, uma querida amiga que fiz através de um grupo no watsapp de amigo secreto, fazemos amigo secreto de livro em média a cada dois meses, mas conversamos e trocamos dicas de livros todos os dias.

A Manu tem o Fortalbooks, página no face que usa para divulgar os livros que já leu. Ela é de Fortaleza, e ainda não a conheço pessoalmente, mas já estamos planejando um visitinha rs.

A Manu fez uma resenha linda do livro Mentirosos, espero que você goste. Eu amei, me deu muita vontade de ler esse livro depois da resenha, fiquei curiosa para descobrir esses mistérios.

Foto Manoela Barbosa

Livro: Mentirosos
Autora: E. Lockhart
Editora: Seguinte
Ano: 2014
Páginas: 272

Sinopse: Os Sinclair são uma família rica e renomada, que se recusa a admitir que está em decadência e se agarra a todo custo às tradições. Assim, todo ano o patriarca, suas três filhas e seus respectivos filhos passam as férias de verão em sua ilha particular. Cadence - neta primogênita e principal herdeira -, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat são inseparáveis desde pequenos, e juntos formam um grupo chamado Mentirosos.
Durante o verão de seus quinze anos, as férias idílicas de Cadence são interrompidas quando a garota sofre um estranho acidente. Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, depressão, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos. Toda a família a trata com extremo cuidado e se recusa a dar mais detalhes sobre o ocorrido… até que Cadence finalmente volta à ilha para juntar as lembranças do que realmente aconteceu.

Resenha

Mentiroros, é aquele tipo de livro que prende a sua atenção a cada página lida. A narrativa da história é contada por Cadence, neta primogênita e principal herdeira da família Siclair, e podemos perceber ao se aprofundar na história que as coisas não são bem como parece. Todos os anos durante os verões, a família se reúne em sua ilha particular para passar as férias juntos. A família Sinclair é composta pelo patriarca, suas três filhas e seus respectivos filhos. É uma família rica, com suas tradições, renomada e perfeita, mas que ao mesmo tempo vivem em aparências por estar se tornando uma família quase falida.

Cadence, narra os acontecimentos vividos de sua família nas viagens para a ilha particular junto com seus primos Jhonny e Mirren, e o seu amado amigo Gat. Juntos eles formam um grupo chamado de Mentirosos e, assim os verões se tornam muito mais especiais. Mas em um desses verões, chamado o verão dos quinze tudo isso muda de uma forma inesperada, tudo porque Cadence sofre um inexplicável acidente e a obriga a passar uma temporada no hospital se recuperando e fazendo centenas de exames, a fazendo entrar em um quadro depressivo. Esse acidente a faz ter um tipo de amnésia seletiva e dores insuportáveis de cabeça.

Após dois longos anos, cansada do silencio de sua família e principalmente de seus primos decide voltar a ilha para tentar de alguma forma se lembrar de tudo o que aconteceu. A princípio a ideia parece ser a mais perfeita, mas torna-se extremamente desconfortável quando todos os familiares se tornam cautelosos e se recusam a contar para ela o que realmente aconteceu na ilha naquele verão. Nem mesmo os Mentirosos querem tentar ajudá-la a lembrar do ocorrido. Então, a narrativa gira em torno de dois aspectos principais: a família Sinclair e a tentativa de Candy para descobrir o que realmente acontece com ela naquele verão dos quinze.

O desfecho desta história é extremamente impactante e, totalmente inesperado do que nós leitores podemos fazer ideia. Apesar de que ao decorrer da leitura surge algumas dicas do que aconteceu, mas nada se compara ao final extraordinário que a autora E. Lockhart nos mostra.

Espero que tenha gostado, siga as redes sociais da Manu para você conhecer outras indicações dela

Facebook Fortalbook
Instagram @fortalbooks

Beijos Nane

24 de agosto de 2016

Amigo Virtual: Jussara Ferreira - Resenha O orfanato da Srta Pelegrine


Hoje você vai conhecer minha amiga Jussara, essa pessoa tão carinhosa, tão atenciosa, especial, tem mãos de ouro, faz cada artesanato lindo e nós amigos somos beneficiados.

Conheci a Ju no mesmo grupo que a Mylena, que já apresentei pra você, no grupo de livros, também já temos quase dois anos de amizade, já mandamos muitos livros uma para outra, já nos falimos por nossas indicações, rs.

A Ju mora em Belo Horizonte, um lugar que tenho muita vontade de conhecer, e também suas cidades históricas, eu quero muito poder visita-la. Ainda não a conheço pessoalmente, mas quem sabe em breve. rs.

Bom hoje ela trouxe uma resenha pra gente, a Ju não tem blog, ela posta suas resenhas no Skoob , que são muito bem feitas, espero que goste.

Resenha da Jussara

Muitos avós gostam de contar estórias para seus netos, mas as estórias do avô de Jacob eram bem peculiares, pois não eram recheadas de fadas ou cavaleiros, mas sim de crianças capazes de coisas incríveis e monstros terríveis. Porém assim como deixamos de acreditar em fadas Jacob ao crescer deixa de acreditar em suas historias.

Ate o dia em que algo acontece e ele começa a perceber que pode haver verdade nas loucuras contadas pelo avô Abe, o problema é que todos podem pensar que ele está enlouquecendo, até que ele resolve visitar a ilha onde fica o orfanato em que seu avô viveu e ver quanto de verdade há.

A estória que pela capa e ilustrações quase me enganou, me fazendo crer que se tratava de um terror e não de um suspense, não se revela de uma vez. A trama é cheia de mistérios que vão sendo revelados na medida em que Jacob vai entendendo e desvendando o que há por trás de tudo o que seu avô lhe contou.

Te prende mas não se desenrola por completo, me deixou a impressão de ser mais prelúdio que uma estória fechada, muitos dos acontecimentos só se revelam no último capitulo deixando assim o leitor ávido pela continuação com a sensação que haveria mais um capitulo ao virar a página.

Gostei porém, não sei o que esperar do filme pois achei este primeiro livro uma introdução da estória.

Sinopse: Milhões de cópias vendidas em todo o mundo! Traduzido para mais de 40 idiomas! Eleito uma das 100 obras mais importantes da literatura jovem de todos os tempos Tudo está à espera para ser descoberto em "O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares", um romance que tenta misturar ficção e fotografia. A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo - por mais impossível que possa parecer - ainda podem estar vivas. “Mesmo sem as fotos, esta seria uma história emocionante, mas as imagens dão um irresistível toque de mistério. A narração em primeira pessoa é autêntica, engraçada e comovente. Estou ansioso para o próximo volume da série!” RICK RIORDAN, autor da série Percy Jackson e Os Olimpianos. “Um romance tenso, comovente e maravilhosamente estranho. As fotos e o texto funcionam brilhantemente juntos para criar uma história inesquecível.” JOHN GREEN, autor de A culpa é das estrelas. “Vocês têm certeza de que não fui eu quem escreveu esse livro? Parece algo que eu teria feito...” TIM BURTON

Eu quis trazer a Ju aqui para você conhecer também o seu Dom, ela faz artesanatos literários incríveis. Já até fiz sorteio aqui no blog, quem sabe não fazemos outro. Curtam a página Era uma vez fantasia tem varias coisas lindas lá que ela faz com muito carinho.

 

 

PS: todas as fotos foram tiradas pela Jussara

Beijos Nane

18 de agosto de 2016

Amigo Virtual: Mylena Suarez [Resenha It Ends With Us - Collen Hoover]

amigo virtual livros da nane

Hoje vou te apresentar à minha amiga Mylena, ela foi uma das minhas primeiras amigas literárias, nos conhecemos a quase dois anos, através de um grupo que ela criou, aonde somos 11 meninas, que trocamos livros todos os anos.

A Mylena foi um presente, e falamos sobre tudo, principalmente de livros, juntas criamos a página Unidas por amor aos livros para podemos divulgar os livros que lemos, hoje eu tenho o meu blog e ela publica suas resenhas e dicas no Blog Geek Reader e em suas redes sociais.

Amo as resenhas da My, e ela devorar livros rs, o bom é que ela lê também em inglês, então muitas de suas resenhas são de livros que ainda nem chegaram no Brasil, como a de hoje.

amigo virtual livros da nanePra mim o maior prazer foi poder conhecer ela pessoalmente, em 2015 fui para Salvador/BA, conheci sua cidade linda, as praias maravilhosas, mas o melhor foi conhecer ela pessoalmente e sua família, eles me acolheram e me receberam como se eu fosse da família, e isso não tem preço. Eu não falei que amizade virtual vale a pensa? rs.

Obrigada My por sua amizade, e carinho e que possamos ser amigas por muito tempo, e ter oportunidades de nos vermos de novo.

Agora fique com a resenha da Myl.

It ends with us - Lançamento Colleen Hoover
Gênero Romance New Adult

Sinopse: Lily realmente não teve tudo fácil, mas isso nunca a impediu de trabalhar duro pela vida que ela quer. Ela percorreu um longo caminho desde a pequena cidade no Maine, onde ela cresceu - ela se formou na faculdade, mudou-se para Boston e começou seu próprio negócio. Então, quando ela sentiu uma forte atração por um lindo neurocirurgião chamado Ryle Kincaid, tudo na vida de Lily de repente parece quase bom demais para ser verdade.
Ryle é assertivo, teimoso, talvez até um pouco arrogante. Ele também é sensível, brilhante, e tem uma pequena queda por Lily. E a maneira como ele fica vestido de uniforme certamente não é ruim. Lily não pode tirá-lo da cabeça. Mas aversão completa de Ryle aos relacionamentos é preocupante. Mesmo enquanto Lily começa a se tornar a exceção à sua regra de "não namoro", ela não pode ajudar, mas tenta imaginar o que o fez assim no primeiro lugar.
Mas perguntas sobre sua nova relação a dominam, assim como lembranças de Atlas Corrigan - seu primeiro amor e um link para o passado ela deixou para trás. Ele era sua alma gêmea, seu protetor. Quando Atlas de repente reaparece, tudo que Lily parece ter construído com Ryle é ameaçado.

Opinião em uma frase

Para tudo que eu preciso voltar a respirar sem soluçar!!!

Resenha

Lily possue muitas questões mal resolvidas seja com seu pai, sua mãe ou com ela mesma .
Ryle também possue questões bem complexas mal resolvidas .

Poderão estes dois corações sofridos encontrar a cura para suas dores apenas no amor e no perdão?

Boa pergunta que aos poucos Colleen Hoover elucida em nossa mente. Tudo entre esses dois é muito intenso: o primeiro encontro, o primeiro beijo, a primeira transa. E ainda assim nada é tão fácil quanto parece.

Um livro tão diferente e ao mesmo tempo tão igual ao estilo Colleen Hoover. Como assim?.....Vou explicar.....

É diferente pela forma apresentada do texto e da base da história com poucos diálogos e muita narração. Detalhe que não ficou monótono. O livro é narrado por Lily e, mesmo ficando intrigada em alguns momentos, não senti falta do POV de Ryle.

É igual a partir do momento que ao descobrirmos a razão para tudo que acontece entre o casal ficamos....UAU.....Exatamente assim ....

Sem palavras
Sem ar
Sem chão.....
A gata ainda não se recuperou....

Como sempre, a escritora surpreende e constroe sua trama com muito suspense e tensão, entregando tudo aos poucos em leves doses homeopáticas de dor, amor e muitas lágrimas.

Um livro sobre superação, sobrevivência e acima de tudo muito amor e perdão. Para mim foi uma lição de vida e acho que todo mundo deveria ler esse livro .

Evitar que seu coração perdoe alguém que você ama é realmente um inferno de muito mais difícil do que simplesmente perdoar essa pessoa.

O casal é simplesmente apaixonante, os dois tem suas falhas e pagam caro por elas mas o que achei mais interessante foi a forma como Colleen conduziu seus argumentos para a decisão final do livro e amei todos os parâmetros colocados no epilogo para mostrar que o ciclo havia se fechado. Simplesmente magnífico....

“Ninguém é totalmente ruim, nem é exclusivamente bom. Alguns são apenas forçados a trabalhar mais para suprimir o seu lado mau.”

Só digo uma coisa: Se a vida quer deixar você para baixo, quer saber o que deve fazer?.... Continue a nadar, continue a nadar....

Amei essa capa de estilhaçar corações, as capas de Colleen são sempre perfeitas. Mais um top one na minha vida.

Como sempre espero que não demore a chegar aqui .

Myl e uma estrelinhas para ele. 4/5

Redes sociais da Mylena para que você possa acompanhar o trabalho dela, da uma passadinha la e clique em seguir :)
@gataleitora
@quotes_gataleitora
@resenhasdagata
Blog Geek Reader
Facebook Livros Gataleitora

Para finalizar, eu Nane, espero realmente que esse livro chegue no Brasil, já que ainda não leio em inglês terei que esperar rs, mas fiquei doida para ler, adoro como Collen escreve, obrigada mais uma vez pela resenha My.

Beijos Nane